sexta-feira, outubro 28, 2011

Sonhos, sonhos e mais sonhos

Assaltam-me com pormenores realistas e requintes rebuscados, deixam-me em euforia e depois acordo. Mas são bons, não me posso queixar.
Desequilíbrios da minha sanidade mental, emocional, física... suspiro e anseio... deixar andar, deixar andar... não tomar decisões sobre coisas que ainda não aconteceram, esperar pela sucessão de peripécias e reagir a estas, não antes, não dar demasiada importância às coisas...
Ai que o meu controlo e equilíbrio é tão abalado por estes sonhos, mas são tão bons... o sonho de ontem ainda está tão presente em mim, se tivesse mesmo acontecido não guardaria memórias tão lúcidas!

Etiquetas:

quinta-feira, outubro 27, 2011

Entusiasmo

Com a vida, com o trabalho, com as pessoas, com os acontecimentos... ando entusiasmada, e isso é bom! Ouvir música alto, pedalar rápido, dançar, gritar.... aaaaaaahhhhhh!

Sinto-me bem!

terça-feira, outubro 25, 2011

Deixar andar

Não pensar, não fazer planos, não criar expectativas, vou deixar andar, ver onde vou dar... não interessa o quê, interessa só como, e será com calma, sem stress, sem compromisso, sem cobranças, sem dever nada a ninguém. Eu devo-me só a mim própria, e serei fiel a mim mesma!

Estou contente com a forma como tenho reagido, tenho de manter, preciso só de esclarecer uma coisinha ou outra. Não vou esperar, nem rotular, nem planear, nem imaginar... vou viver e decidir à medida que as coisas se vão sucedendo...

sexta-feira, outubro 21, 2011

Fiona Apple - get gone



How many times do I have to say
To get away-get gone
Flip your shit past another lasses
Humble dwelling
You got your game, made your shot, and you got away
With a lot, but I'm not turned-on
So put away that meat you're selling
'cause I do know what's good for me-
And I've done what I could for you
But you're not benefiting, and yet I'm sitting
Singing again, sing, sing again
How can I deal with this, if he won't get with this
M'I gonna heal from this; he won't admit to it
Nothing to figure out; I gotta get him out
It's time the truth was out that he don't give a
Shit about me
How many times can it escalate
Till it elevates to a place I can't breathe?
And I must decide, if you must deride
That I'm much obliged to up and go
I'll idealize, then realize that it's no
Sacrifice, because the price is paid, and
There's nothing left to grieve
Fuckin go-
'cause I've done what I could for you, and I do know what's
Good for me and I'm not benefiting, instead
I'm sitting singing again, singing again, singing again,
Sing, sing, sing again
How can I deal with this, if he won't get with this
M'I gonna heal from this; he won't admit to it
Nothing to figure out; I gotta get him out
It's time the truth was out that he don't give a
Shit about me

chega!

Não dei segunda, dei terceira oportunidade. Depois de me tratarem mal 2 vezes, decidi arriscar mais uma, talvez por ter achado que não foi por mal, talvez pelas minhas carências físicas. Estava disposta a esquecer tudo por alguns momentos de conforto e prazer, qualquer coisa simples, que me preenchesse fisicamente, só!
Mas que erro crasso, por me ter vulnerabilizado, parece que dei excesso de confiança e em vez e o gozarem, abusaram, eu sou fácil, mas não sou estúpida nem masoquista. Neste instante estou magoada, amanhã já esqueci!
Mas uma coisa é certa, não me deixo ficar tão vulnerável tão facilmente, da próxima vez.

quinta-feira, outubro 20, 2011

expectativas goradas

Eu sabia, eu já devia saber, que não se podem criar expectativas, que uma pessoa desilude-se sempre... seja qual for o assunto, seja qual for o nível de empenho e compromisso, se tens expectativas, vais-te lixar!

Mas não, entusiasmei-me, achei que podia, que era algo simples, que tínhamos sido claros e directos e não havia história, não podia falhar.... e falhou! Que estupidez, porque raio me deixo atingir assim, por algo tão sem importância, não posso ser tão vulnerável!

Foda-se!

sábado, outubro 15, 2011

METROMANIA

metromania
(metro-, noção de medida + -mania)
s. f.
Mania de versejar.


metromania
(metro-, noção de útero + -mania)
s. f.
[Medicina] Desejo sexual muito intenso na mulher. = NINFOMANIA

quinta-feira, outubro 13, 2011

APAIXONEI-ME!

domingo, outubro 02, 2011

PORTO

O Porto é uma cidade linda e que me está a receber muito bem. Da arquitectura às pessoas, da família ao trabalho, das noites às atracções... não me posso queixar, pelo contrário. Até o tempo me tem sorrido, ontem, 1 de Outubro fui à praia!

Tenho pedalado, bebido, saído, conversado, trabalhado, rido, comido... está a ser tão bom que quase que estou a estranhar... mas não estranho, aproveito. Está a correr bem! Estou contente!

Tenho conhecido pessoas novas, interessantes, estimulantes. Tenho apreciado paisagens e vivências diferentes, ainda tenho muito que descobrir.

Gosto das casas velhas, em granito, cinzentas, imponentes, algumas em mau estado, mas todas com um carácter histórico, um peso, uma idade, se falassem imagino o que contariam. As casas em Lisboa não têm esta idade, esta expressividade.

Aqui as pessoas são diferentes, mais educadas nuns aspectos, mais frontais noutros, mais fechadas noutros, mais dadas noutros, ainda tenho de perceber a dinâmica, porque eu acredito que há uma dinâmica diferente. Não é melhor nem pior, é só diferente, mas para mim é novidade, é interessante, é estimulante, atraente.

Etiquetas: