terça-feira, agosto 31, 2010

DESPEDI-ME

Era inevitável... estava prestes a acontecer e agora sinto-me bem!

Não sei nada sobre o meu futuro, mas não faz mal... uma coisa é certa, tenho de gostar do meu trabalho, não volto a cometer este erro.

Vida, mundo, trabalho... aí vou eu!

Etiquetas: