quinta-feira, maio 22, 2008

análise

Tomei uma decisão consciente de alterar as circunstâncias da minha vida. Mais uma vez posso afirmar que há um ano n sonhava como seria o ano seguinte, e quero afirmar que daqui a um ano estarei totalmente diferente. Eu quero ser diferente, não me quero conformar nunca, não me quero contentar, nem encostar.

Se eu estou bem? sim, estou confortável. Se gosto de estar confortável? Claro que sim, quem não gosta. Se me quero manter confortável? Não! Pelo menos não por muito tempo, não acho bom sinal. Sou perita em questionar a minha situção, seja ela qual for e não o tenho feito. Não gosto disso, não gosto desta estabilidade, permanência, é falsa, é uma ilusão.

Mas tenho tirado partido das novas circunstâncias, tenho experimentado, vivenciado, mas estou quase a chegar a um ponto de saturação. Até porque estas experiências têm sido em detrimento de outras, muito mais gratificantes, regozijantes, plenas...

Não se pode ter tudo, e eu vou ter de escolher, outra vez. Eu sou volúvel.

falta de disponibilidade

tempo, cabeça, vontade, liberdade.