quarta-feira, fevereiro 28, 2007

The mirror conspiracy

espelhos... mentirosos, a reflexão da realidade ao contrário. A única hipótese de observação do próprio em tempo real. O espanto e estupefacção de si mesmo, o deslumbramento da situação e a consciência desta.

A fluidez dos acontecimentos, a beleza, o encaixe, o movimento sinuoso e repetitivo.

A sensualidade é para ser observada.

sábado, fevereiro 17, 2007

palavrões versus erros ortográficos

Estou parva! Censuram os palavrões, mas chateiam-me e acusam-me de censura quando chamo a atenção por causa de erros ortográficos! Que raio de prioridades, está tudo trocado, assim não dá gozo. Chamam-me croma (com bocas do tipo "sim és muita boa, n dás erros.") por escrever correctamente e não querem saber se dão ou n, replicam com frases do tipo "se eu quisesse tinha ido para línguas.". Ainda por cima são arquitectos... que supostamente vivem, entre outras coisas, da sua capacidade de argumentação e expressão de ideias. Como querem transmiti-las se não sabem escrever?

Estou chocada!

quinta-feira, fevereiro 15, 2007

quebrar a monotonia, evoluir nas relações

Trabalhar de manhã à noite cansa e se não tivermos cuidado podemos cair numa rotina monótona e aborrecida. O importante é completar essa rotina (uma vez que é inevitável) com escapadelas (sexuais, alcoólicas, triviais, intelectualmente estimulantes e/ou outras). O importante é haver variedade nos conteúdos e nos intervenientes.

E quando falo em evoluir nas relações, o que tem a ver com este tema? Tudo! As relações amorosas que existem (maioritariamente) hoje em dia, fazem-me confusão, uma vez que se espera duma só pessoa todas estas tarefas (sexuais, intelectuais, triviais, de entretenimento e outras). E se tal não acontece, se uma só pessoa for "responsável" por apenas uma destas coisas, não se considera uma relação a sério.... Mas então o que é uma relação a sério? Para mim é relativamente simples, uma pessoa de quem gosto, sei o que posso esperar dela, mas sem cobranças (de nenhum dos lados), com quem estou de livre e espontânea vontade (sem obrigações) quando se proporciona. Tudo o que vier a mais, é bónus.

terça-feira, fevereiro 06, 2007

caros defensores da vida

preocupa-me que defendam, com garras e dentes, embriões com 10 semanas e criminalizem mulheres que, por descuido ou ignorância, estão grávidas e não querem ter filhos. Até porque não é assim tão certo que esses embriões estejam destinados a nascer, nenhuma gravidez é "certa" até aos 3 meses.

" O aborto espontâneo também pode ser chamado de aborto involuntário ou "falso parto". Calcula-se que 25% das gestações terminam em aborto espontâneo, sendo que 3/4 ocorrem nos três primeiros meses de gravidez.
A causa do aborto espontâneo no primeiro trimestre, são distúrbios de origem genética. Em cerca de 70% dos casos, esses embriões são portadores de anomalias cromossômicas incompatíveis com a vida, no qual o ovo primeiro morre e em seguida é expulso. Nos abortos do segundo trimestre, o ovo é expulso devido a causas externas a ele (incontinência do colo uterino, mal formação uterina, insuficiência de desenvolvimento uterino, fibroma, infecções do embrião e de seus anexos)."

Etiquetas: