terça-feira, dezembro 28, 2004

mais um que passou

Mais um Natal passou e cada vez significa menos para mim. Quase me mete nojo o consumismo que representa, a hipocrisia. Mas por outro lado há quem fique tão contente nessa data e quem tenha muito mais do que durante o ano. Cada Natal que vivo vou ficando mais deprimida, e eu gostava do Natal...
Talvez seja só por estar sozinha.

terça-feira, dezembro 21, 2004

SENTIDO DA VIDA - Luiz Fernando Veríssimo

Ponha a mão no peito e sinta as batidas do seu coração.Esse é o relógio da sua vida tiquitaqueando a contagem regressiva do tempo que lhe resta.

Um dia ele parará. Isso é cem por cento garantido e não há nada que você possa fazer a respeito. Portanto, não dá para perder um único precioso segundo.Vá atrás do seu sonho com energia e paixão, ou então recue e veja-o escorrer pelo ralo. Se você passar o tempo todo em cima do muro, acabará não indo a lugar algum no pouco tempo que lhe resta (Sem falar, claro, no perigo das farpas em lugares inconvenientes.) Como dizem. "não se salta uma fenda em dois pulinhos". É preciso coragem e dedicação para viver o seus sonhos. (Claro, também é preciso lembrar onde acaba a coragem e começa a estupidez). A verdade é que todos nascemos com potencial para a grandeza,abençoados com oportunidade para alcançar novas e estonteantes alturas. Mas, tristemente, muitos de nós são preguiçosos demais, preocupados demais com o que os outros possam pensar, com medo demais de mudanças,para abrir suas asas e usar todos os seus talentos. É importantíssimo fazer o que deixa feliz - e da melhor maneira possível. Não importa que seja fazer bolas de neve,prender a respiração debaixo d'água,cantar, ou conseguir efeitos dramáticos com um secador de cabelos. Só o que interessa é que você se sinta bem com o que esta fazendo. Tenha sempre em mente que, faça o que você fizer, os enganos são parte da vida e não perca tempo se castigando por erros do passado. Não fique ruminando se está ou não fazendo a coisa certa. Você sempre saberá a resposta no seu coração. Em vez de desanimar-se, lembre-se sempre de que rejeição e resistência são inevitáveis quando se faz algo muito importante ou especial. Quando você se propõe a realizar seus sonhos, muitos tentarão detê-lo (incluindo os que mais amam você). O que não falta neste mundo são pessimistas lamentáveis, que desistem dos seus sonhos, para lhe dizer: "Não perca seu tempo, você nunca conseguirá." Você pode muito bem se ver cercado por pessoas que,secretamente, querem ver você fazer menos, ou fracassar por completo, para não se sentir diminuídas. "Esqueça isso", dirão. "Não vale a pena." Por isso é importante compreender que seguir o seu próprio caminho pode ser incrivelmente recompensador, mas não é fácil não. Como todo mundo você terá alguns dias melhores que outros. De vez em quando, tudo parecerá uma grande zona de perigo. As pessoas olharão para você com estranheza quando souberem o que você esta tentando atingir, e você começará a ouvir seus detratores e a ter duvidas. "Porque não continuei vendendo bananas, meu Deus?" mas, aconteça o que acontecer, não desista! Lembre-se de que todos têm dificuldades. É incrivelmente cansativo passar dias fazendo coisas que não nos agradam ou sequer nos interessam. Mas, se você perseguir o seu sonho, pelo menos se cansara fazendo o que mais gosta. Você pode achar que nada disto significa muito no grande esquema global das coisas. Mas, acredite: significa. Quando você tirar tudo que puder da sua vida,saboreando cada gota, isto mudará tudo á sua volta, de ordinário para extraordinário. Quando estiver fazendo o que ama, você se levantará de manha cheio de animação para enfrentar o começo de cada dia e estará tomado de uma alegria sincera, altamente contagiante. Do mesmo modo que, ao dar uma boa risada, faz outro começar a rir, e outro, até que estão todos rindo tanto que começam a lacrimejar, ter dor de estômago e dificuldades em respirar. Mas, melhor do que tudo, fazendo coisas que enroscam os seus bigodes de fazer (presumindo-se, claro que você tenha bigodes), você inspira outros a irem atrás dos seus sonhos, e é assim, meu amigo, que se transforma o mundo! Sabe de uma coisa? Mesmo que você cometa enganos e esteja errado sobre quase tudo, ainda assim sua vida será uma aventura fantástica e divertida; você dormirá cada noite sabendo que fez o que podia e isso fez diferença, e acordará a cada dia antecipando o futuro tão belo e excitante quanto puder imaginar. E sabe de outra coisa? Se você ouvir seu coração e usar a cabeça, nunca estará errado.

"Mire na Lua,pois se você não puder atingi-la,com certeza irá conhecer grandes estrelas... ou quem sabe, poder ser uma delas!"

Amores mal resolvidos

Olhe para um lugar onde tenha muita gente: uma praia num domingo de 40º, uma estação de metrô, a rua principal do centro da cidade. Metade deste povaréu sofre de Dor de Cotovelo. Alguns trazem dores recentes, outros trazem uma dor de estimação, mas o certo é que grande parte desses rostos anônimos tem um Amor Mal resolvido, uma paixão que não se evaporou completamente, mesmo que já estejam em outra relação.. Por que isso acontece? Tenho uma teoria, ainda que eu seja tudo, menos teórico no assunto. Acho que as pessoas não gastam seu amor. Isso mesmo. Os amores que ficam nos assombrando não foram amores consumidos até o fim. Você sabe, o amor acaba. É mentira dizer que Não. Uns acabam cedo, outros levam 10 ou 20 anos para terminar, talvez até mais... Mas um dia acaba e se transforma em outra coisa: lembranças, amizade, parceira, parentesco, e essa transição não é dolorida se o amor for devorado até o fim. Dor de Cotovelo é quando o amor é interrompido antes que se esgote. O amor tem que ser vivenciado. Platonismo funciona em novela, mas na vida real demanda muita energia sem falar do tempo que ninguém tem para esperar. E tem que ser vivido em sua totalidade. É preciso passar por todas etapas: atração-paixão-amor-convivência-amizade-tédio-fim. Como já foi dito, este trajeto do amor pode ser percorrido em algumas semanas ou durar muitos anos, mas é importante que transcorra de ponta a ponta, senão sobra lugar para fantasias, idealizações, enfim, tudo aquilo que nos empaca a vida e nos impede de estarmos abertos para novos amores. Se o amor foi interrompido sem ter atingido o fundo do pote, ficamos imaginando as múltiplas possibilidades de continuidade, tudo o que a gente poderia ter dito e não disse, feito e não fez. Gaste seu amor. Usufrua-o até o fim. Enfrente os bons e maus momentos, passe por tudo que tiver que passar, não se economize. Sinta todos os sabores que o amor tem, desde o adocicado do início até o amargo do fim, mas não saia da história na metade. Amores precisam dar a volta ao redor de si mesmo, fechando o próprio ciclo. Isso é que libera a gente para Ser Feliz Novamente.

Arnaldo Jabôr

não vale a pena

ficou difícil
tudo aquilo nada disso
sobrou meu velho vício de sonhar
pular de precipício em precipício
ossos do ofício
pagar para ver o invisível
e depois enxergar

Que é uma pena
mas você não vale a pena
não vale uma fisgada dessa dor
não cabe como rima de um poema
de tão pequeno
mas vai e vem e envenena
e me condena ao rancor
de repente, caí o nível
e eu me sinto uma imbecil
repetindo, repetindo, repentindo
como num disco riscado
o velho texto batido
dos amantes mal-amados
dos amores mal-vividos
e o terror de ser deixada
cutucando, relembrando, reabrindo
a mesma velha ferida
e é para não ter recaída
que eu não me deixo esquecer

Que é uma pena
mas você não vale a pena...

Maria Rita

agora só falta você

um belo dia resolvi mudar
e fazer tudo o que eu queria fazer
me libertei daquela vida vulgar
que eu levava estando junto a você
e em tudo o que eu faço
existe um porquê
eu sei que eu nasci
sei que eu nasci prá saber
prá saber o quê

e fui andando sem pensar em mudar
e sem ligar pro que me aconteceu
um belo dia vou-lhe telefonar
prá lhe dizer que aquele sonho cresceu
no ar que eu respiro
eu sinto prazer
de ser quem eu sou
de estar onde estou
agora só falta você!
agora só falta você!
agora só falta...

Maria Rita

segunda-feira, dezembro 20, 2004

sinto-me

sinto-me insignificante, sem valor, sem importância, uma página virada. e eu queria tanto dar-me. não consigo desligar e virar a página, não consigo ter outros pensamentos, este assalta-me diariamente, nem que seja em sonhos. não consigo esquecer... não consigo ultrapassar, não consigo encarar como se nada tivesse acontecido, ou não tivesse significado nenhum... eu nunca me tinha sentido assim.

sexta-feira, dezembro 17, 2004

primeira vez

Nunca, jamais, em tempo algum, tive uma coisa destas, um blog... Nem sei bem como começá-lo, se explicando porque o fiz, se começando já a escrever qualquer coisa. Fi-lo porque, há cerca de um ano que tive contacto com os primeiros blogs e desde então tenho conhecido vários, uns mais pessoais outros menos, e achei que como gosto de escrever, eu também pudesse partilhar as minhas histórias, dúvidas, atrofios, alegrias...